Obrigado!

* Dia dela, D. Mara.

Não sô fã de calendários.

Tão pouco dos aniversários.

Nos prendemos em círculos

E voltamos sempre ao início

Esquecendo que a vida é fio retilíneo.

 

Também não sô fã do mercado,

Nem sempre o presente vem de bom grado.

Sem perceber somos materializados

E ao comprar o presente,

Acabamos sendo comprados

 

Talvez eu seja chato

De querer dar lição

Em pleno aniversário.

Mas o que eu quero dizer

É que o tempo é o presente

Sem passado nem futuro,

Sem preços e embrulhos.

 

Falando em aniversário

Antes de fazer meu primeiro,

Essa cultura já havia feito vários,

Então se não lhe der um presente, fico sem jeito.

 

Mas em nenhuma vitrine,

Vejo algum objeto

Que se torne um presente

Que comporte meu afeto.

 

Sempre tenho dúvida sobre o muito

O que é muito? 54 anos ou um turno?

Papeis de reais ou um rascunho?

Não sei…

Mas acho que ter muito

É se esquecer do cujo.

 

Em meio a dúvida acho engraçado,

Você fazer aniversário e eu ser presenteado

Pois, o tempo é um presente

E de viver o presente ao seu lado

Sou abençoado… muito…

Muito obrigado!

Anúncios

18 comentários sobre “Obrigado!

  1. Laércio Becker disse:

    “E ao comprar o presente, Acabamos sendo comprados” – isso me lembrou Cortázar, no preâmbulo às instruções para dar corda no relógio. Grande Cortázar! Grande Tandy!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s