Do avesso ao verso 

Ultimamente, tudo vira verso.

Primeiramente, você tornou-se meu avesso.

Confesso… Ultimamente,

tudo tens virado verso.

 

Essa interrogação,

é respondida pelo próprio sarcasmo

com que foi perguntado:

-O que seria do verso, se não fosse o avesso?

Anúncios

Ironia

A tecnologia avança,

na mesma medida,

paços atrás a gente anda;

– Caminhos de curupira.

 

Alguns esforços se resumem

em criar robôs a nossa semelhança,

cientistas com almas de crianças

criam brinquedos de grande volume.

 

Quase humanos, eles cantam

dançam e fazem charme.

Tudo isso e com um bônus:

não tem mal de Alzheimer.

 

Os avanços tecnológicos

tornam robôs mais humanos

e humanos frios e gananciosos

(…) humanos menos humanos.

 

Nossos esforços se resumem,

em viver uma rotina mecânica

fazemos parte apenas de um cronograma

e de praticar a compaixão, perdemos o costume.

 

Menos humanos, somos puídos

em olhar apenas o próprio umbigo de ferro,

com a prepotência de sermos evoluídos

somos enferrujados pelo ego.

 

Uma relação de simbiose:

robôs quase humanos,

humanos quase androides.

Uma relação de ironia

mais irônico ainda

é pensar que talvez essa seja a única saída,

já que nosso combustível incolor está secando.

Poema

Quando o grito amadurece,

torna-se silêncio.

Quanto o silêncio, é quando:

ecos

de seus ecos

   e mais ecos

encurralam o grito

no beco de seus ecos,

até que o silêncio amadurece

e torna-se um eco, no singular.

Votos

Eu te amo quando você está alegre.

Eu te amo quando você está nervosa.

Quando você está feliz, amo tudo à minha volta.

Quando está triste, eu te amo com a força de um vulcão.

Eu te amo, toda vez que seguro tua mão

E deixo todo meu amor com você quando à solto.

Amo, quando você segura e escode o sorriso de mim

E amo quando você não consegue segurar e sorri.

Amo o som dos seus inúmeros estalos diários

E amo o silêncio acompanhado do nosso tato.

Eu te amo quando você não se faz de forte

E te amo por eu não precisar me fazer de forte

E apesar de doer, quando não tenho tua atenção…

Eu te amo, toda vez que seguro tua mão

E deixo todo meu amor com você quando à solto.

Nós

download (1)

A única coisa cega,

No amor

São seus nós;

Feitos de nossos

Dedos, desejos, fibras,

Medos e olhares sujeitos.

Pra que não fiquemos sujeitos

Independente do que vier

Um do outro

Estarmos sós.

Somos um, somos nós.