Meu Diário Blue

Linha, traços, pedaços,

a te, me guardo.

 

Perdoe-me,

se algum dia minha lágrima,

borrar-te as páginas…

É que tenho medo, muitos.

Não se assuste… ou assuste…

Apenas abstraia-me.

 

Prometo,

esforçar uma letra bordada.

Terás uma casa sobe meu travesseiro

meus sonhos, serão tuas viagens.

Sobe a pele de meu peito, direito,

carregarei tua chave.

 

Prometo,

cuidar-te e dular-te.

 

Quando passar em branco,

é para acolher o grito que traz teu silêncio,

inverter os papeis, e ser teu manto.

 

Sinto,

que apesar de minha alma,

ser tão frágil como a material de tuas paginas,

uma vez escrito, unidos

nada rompera este vinculo.

Mais que registro, é vivo. Um.

 

Feri-me saber,

que irei borrar-te

com muitas lágrimas…

Apenas abstraia-me,

e me ame

como te amo todos os dias,

não é por acaso, Diário.

Anúncios